Espaço do Associado: Despertar

Espaço do Associado: Despertar

A empresa da rubrica “Espaço do Associado” desta semana é DESPERTAR – FORMAÇÃO E PSICOLOGIA, que se dedica à área da Formação, Psicologia, Coaching e Educação, numa entrevista conduzida por Olga Pinto, no mês de celebração do seu 25º aniversário.

** Quando surgiu a empresa DESPERTAR? Porque surgiu?
A Despertar surgiu inicialmente (em 1994, com outra gerência) para dar resposta às necessidades pedagógicas e terapêuticas de crianças e jovens com algum tipo de especificidade funcional. Orientou-se durante o primeiro ciclo de atividade para o acompanhamento de crianças e jovens com Necessidades Educativas Especiais e apenas em 2003 passou a ser entidade formadora certificada e a oferecer oportunidades formativas para vários públicos alvo, priorizando nesta fase os projetos financiados orientados para os jovens com NEE. A atual gerente, Patrícia Labandeiro, apenas adquiriu a empresa e lidera o projeto desde final 2012.

** Os “mentores” deste projeto são do concelho de Viana do Castelo? De que localidade?  
Sou de Viana do Castelo e tenho uma forte ligação às raízes e cultura da mais bela cidade do Minho! Apesar de já ter vivido noutra cidade, sempre tive vontade de regressar a Viana e apenas me faria sentido investir e criar uma estrutura de trabalho mais permanente no nosso Concelho. Julgo que para quem trabalha na área social e com serviços focados no desenvolvimento humano e comunitário, esta ligação e conhecimento intrínseco do meio envovlente é uma grande mais valia!

** Onde fica localizada a empresa DESPERTAR? Quantos espaços possui? Onde estão localizados?
A Despertar tem atualmente dois espaços em Viana do Castelo. A Sede, onde funciona o Núcleo de Formação situa-se na Estrada da Papanata (junto ao Hotel Axis e ao McDonalds). Aqui dispomos de duas salas de formação e três gabinetes de apoio com a mais valia de um logradouro exterior onde temos uma horta e espaço de lazer. O Núcleo de Psicologia e Terapias funciona num espaço na Avenida da Abelheira (ao lado da Igreja da Sagrada Família) onde decorrem as consultas das várias especialidades. Ambos os espaços têm estacionamento gratuito mesmo em frente e são acessíveis e adpatados a qualquer condição de mobilidade. A verdade é que já estivemos em vários espaços da cidade mas agora sentimos que estes são os que dão mais resposta às nossas necessidades e dos nossos clientes! Fáceis de localizar, acessíveis, com estacionamento garantido e um ambiente convidativo e acolhedor. A horta e espaço de lazer na nossa sede está em finalização de uma nova intervenção que também vai optimizar o espaço e permitir a realização mais confortável de atividades práticas no exterior (em breve podem contar com sessões de música para crianças, workshops de agricultura, terapia com animais e mais algumas novidades neste nosso espaço verde exterior).

** O que os motivou a criar este conceito de empresa, nestas localidades?
Como referido anteriormete, a Despertar foi adquirida e está sob gerência da atual equipa desde final de 2012. Nessa fase fizemos uma reestruturação de serviços e uma revitalização de toda a dinâmica de trabalho, redireccionando a missão e criando um novo plano estratégico.  As respostas promotoras da construção de um projeto de vida independente para as populações vulneráveis (que na nossa visão deve incluir a inserção socioprofissional plena), eram ainda insuficietes na nossa região e as taxas de empregabilidade especificamente das pessoas com deficiência, são ainda pouco significativas. Acontecia ainda que os profissionais de Viana do Castelo, tinham de se deslocar ao Porto, Braga ou cidades mais distantes para ter acesso a determinadas oportunidades de reforço de competências e de especialização. O facto de, em 2013 termos arrancado com cursos da área da Programação Neurolinguística, Coaching, Escrita Criativa, Mindfulness e Parentalidade Consciente posicionou-nos desde logo como uma empresa inovadora e pioneira nas ofertas que disponibiliza à sua comunidade. Mantivemos esta visão e ofertas como workshops de “Hortas para famílias”, os encontros gratuitos “Pais à Conversa” (com temas como “Pedagogia Waldorf”, “Filosofia para Crianças”, “Ioga e Meditação Infantil”…), Meetups do movimento Girls Lean In (promoção da Igualdade de Género), entre outros, mantiveram-nos nesta abordagem de dinamizar a nível local, iniciativas que trouxeram diferenciação e inovação. Mais recentemente podemos referir o Curso de Mediação Familiar (certificado pelo Ministério da Justiça; através de parceria com ILUFOR) ou o curso de Eneagrama (ainda a decorrer – 19 e 20 de Julho), que acontecem pela primeira vez no nosso distrito, como exemplos na continuidade deste compromisso de trazermos a Viana do Castelo conteúdos, anordagens, profissionais e oportunidades de relevo. Também no que concerne aos serviços terapêuticos temos sido pioneiras na organização consistente de serviços específicos inovadores na cidade como a hipnose clinica e terapia assistida com animais. As nossas motivações são assim facilmente depreendidas: promover a inserção plena de pessoas em situação de vulnerabilidade através de metodologias de formação-ação inovadoras, disponibilizar terapêuticas que vão além das convencionais e proporcionar uma maior oportunidade especialização a técnicos da área social, da saúde e da educação. Procuramos ainda promover a reflexão e trazer inputs para as mudanças mais sistémicas e de paradigma a que vamos assistindo quer ao nível do desenvolvimento individual, das dinamicas familiares e da própria consciência ambiental. Numa visão holística e integral do ser humano e da sua realização, não podemos deixar de considerar o ecossistema em que se move e por isso integramos também na nossa mensagem e funcionameto organizacional princípios de sustentabilidade e proteção do meio ambiente (concretizado através de workshops para promoção da agricultura familiar, dos métodos de produção biológico, da compostagem; participação em atividades voluntárias de limpeza e reflorestação; palestras sobre consumo consciente, entre outros).

** Qual o conceito do negócio? E que tipo de caracterísicas tem? Que tipo de serviços e produtos tem para oferecer? Qual o carácter diferenciador?
A nossa visão é a de criação de um espaço de plena equidade no tratamento, na qualidade da intervenção e nas oportunidades de inserção. Queremos que a nossa abordagem represente o mundo socialmente justo em que acreditamos. Asism temos ofertas orientadas para população es vulneráveis, com necessidades específicas e metodologias de interveção ajustadas mas também para a população geral e para grupos com posição profissionalmente impactante na comunidade. Temos ainda seviços orientados para todas as faixas etárias pois gostamos também de abranger todo o ciclo vital. Para além do objetivo de visarmos toda a população independentemente da sua situação socieconómica, origem cultural ou nível de funcionalidade e de nos abrirmos a todo o ciclo vital, identificamo-nos ainda com uma visão holística do ser humano e das organizações. Neste momento disponibilizamos serviços de Psicologia (Clínica e Educacional para crianças, jovens e adultos), Terapia da Fala, Terapia Ocupacional, Nutrição, Coaching e Hipnose Clínica. Fazemos também Processos de Recrutamento e Selecção e em breve teremos a Terapia Assistida com Animais. No âmbito da Formação para além de projetos financiados para populções específicas (ex. Qualificação de Pessoas com NEE e Formação Modular Certificada para Pessoas em Situação de Desemprego), fazemos planos à medida para empresas e executamos um plano formativo anual que vai visando temáticas não disponíveis na nossa cidade (ex. Mediação Familiar; Eneagrama; Temas específicos da Agricultura, etc). Estamos a executar duas edições anuais da Formação Pedagógica Inicial de Formadores e colaboramos com outras entidades de educação e formação na concepção e monitorização de projetos de formação-acção.

Temos vindo também a ser auscultados para consultoria e mentoria em projetos de desenvolvimento organizacional e comunitário. Trabalhamos em estreita relação com o nosso ambiente envolvente, cooperando em inúmeros campos de atuação com outras empresas e instituições dos sectores sociais, da saúde, educação e das áreas de mercado onde promovemos a inserção. A Despertar enquadraria no estatuto que a Comissão Europeia tem vindo a discutir, “Empresa Social”. O nosso motor não é geração de lucros para proveito próprio mas, com base na sustentabilidade dos postos de trabalho, gerar mais reinvestimento e novos projetos sociais e serviços de promoção
do bem estar e da felicidade da comunidade local. A nossa motivação de base é a criação de impacto social e estes sete anos de atividade, com tantas ofertas de livre acesso para a nossa comunidade, iniciativas voluntárias de contribuição para as causas em que acreditamos e com uma cooperação permanente com parceiros sociais, têm sido a materialização deste nosso sentido de missão que nos diferencia das empresas com lógica de “mercado”. Estas são perfeitamente válidas, essenciais e éticas, contudo a Despertar, ao priorizar outros resultados que não o lucro e ao fazer uma aplicação solidária de fundos próprios e um investimento constante em novas formas e projetos de contribuição, diferencia-se daquilo que são as pressuposições base inerentes ao estatuto de empresa privada de mercado. Antevendo a possibilidade de um dia Portugal legislar o estatuto de “Empresa Social”, consideramos que aí sim, encontraremos um enquadramento que represente o que somos!  Para já, dizemos que somos uma empresa “híbrida”, atuando no sector social e solidário mas com o estatuto e exigências do sector de mercado.

** Quais as expetativas enquanto empresários, para a área da – Formação, Psicologia, Coaching e Educação.
Na nossa perspectiva estas são áreas e serviços que precisam de uma re-invenção e inovação constantes mas com grande e promissor potencial. Consideramos que são áreas de atividade sustentáveis, mas que acarretam um grande desafio de aprendizagem e reestruturação permanentes. Trabalhamos com e para pessoas e em conteúdos de atividade que são muito permeáveis à mudança social, às tranformação de paradigmas e às oscilações financeiras. Sabemos que temos vindo a implemantar metodologias diferenciadoras e que a forma humanista como recebemos todos os clientes e a nossa visão de contribuição e cooperação consistente com a comunidade, têm sido o melhor “marketing” que podíamos desenhar. Obtermos o retorno por parte da comunidade (materializável no aumento progressivo do volume de serviços em funcionamento) com base nas partilhas que clientes e parceiros vão fazendo sobre o trabalho da equipa da Despertar, orgulha-nos muito e confere-nos a segurança de que vale a pena continuar a investir no nosso Concelho e que é possível que empresas com uma motivação social de base, subsistam dando um contributo relevante para o desenvovlimento comunitário e garantindo postos de trabalho. O nosso objetivo não passa pelo crescimento em dimensão/estrutura e em áreas geográficas de atuação mas por uma diversificação de serviços que vão de encontro às necessidads integrais dos cidadãos e pela elevação dos padrões de qualidade, através da inovação. Como explicado anteriormente, o “lucro” que nos dá energia para sairmos da cama todos os dias e estarmos na Despertar com um sorriso e boa disposição, é o impacto na felicidade individual de quem até nós chega e no desenvolvimento na nossa comunidade.  Assim, a nossa expectativa é manter um volume de prestação de serviços que garanta a sustentabilidade da nossa estrutura e nos permita dar continuidade à missão que já nos tem levado a muitos sucessos mas na qual ainda temos um longo caminho de luta a fazer.

** Quais as expectativas de se terem tornado sócios da AEVC?
Para nós e tendo em conta tudo oq eu fo anteriormente partilhado, apenas faz sentido continuar a missão em plena simbiose com aquilo e aqueles que fazem o que a nossa comunidade é! Os empresários locais são os que arriscam capital e mobilizam tempo de vida para gerar crescimento económico que os beneficia a si e a muitos outros. A cadeia de serviços e transações que se geram e a criação de postos de trabalho, faz dos empresários pessoas essenciais e indispensáveis da dinamica crescimento socioeconomico. Temos vindo a participar em iniciativas ligadas ao empreendedorismo e desenovlvemos formação para empresas em várias áreas de certificaçã. Assim, com esta valorização que fazemos de todos os que decidem (com tantas exigências e riscos associados) investir na criação de uma empresa e com a consciência de que temos vindo a criar parcerias de interesse mútuo com empresários de vários sectores, a AEVC é o organismo mais válido e com trabalho feito no âmbito do apoio às necessidades das empresas e criação de redes de cooperação. Podemos a título de exemplo referir a louvável iniciativa do Street Market que aconteceu pela primeira vez em 2018 e em que tivemos o prazer de participar. Foi uma oportunidade para conhecermos melhor outras empresas locais, darmos a conhecer a abrangência de serviços da Despertar e estreitar relações. A expectativa é sobretudo a de que a AEVC nos potencie a interligação com a rede local pois, à semelhança do nosso funcionamento na dinamica social do Concelho, apenas nos faz sentido continuar a atividade em relação e apoio mútuo com aqueles que, como nós, procuram crescer e trazer mudança aos seus contextos.

 

Seja Associado!