Modernização da Linha do Minho – Comboio Eléctrico chega a Viana

Modernização da Linha do Minho – Comboio Eléctrico chega a Viana

Satisfeita reivindicação da AEVC

Foi pela mão do Deputado Manuel Espregueira, prestigiado engenheiro vianense  e também director e presidente da Compainha Real  dos Caminhos de Ferro Portugueses ,que  a Associação Comercial de Viana do Castelo fez chegar a Lisboa a reivindicação e proposta para que o comboio  chegasse a Viana , a partir do Porto.

Tal pretensão foi satisfeita em 30 de junho de 1878 , com a inauguração da ponte Eiffel , excepcional obra da arquitectura do ferro do sec.XIX ,  em fase de classificação como património nacional , permitindo a inauguração do troço ferroviário entre Darque e Caminha .A grande novidade que era o comboio e a construção de uma estação ferroviária mudaram a face do centro de Viana do Castelo .

Posteriormente, os Comerciantes Vianenses  , para poderem expandir os seus negócios , conseguem levar o caminho de ferro até Valença A Ponte rodo-ferroviária   que passa a fronteira sobre o Rio Minho, foi inaugurada em 25 de Março de 1886, estabelecendo a ligação com a rede ferroviária Galega.  A aproximação ao Porto e à Galiza era então uma realidade.

Volvidos muitos anos , já em 2011 , o Presidente desta Associação Empresarial, o Presidente da AIMINHO, o Presidente  e Vice – Presidente da CEP – Confederação de Empresários de Pontevedra ,  impediram  durante alguns   minutos  a circulação rodoviária na ponte rodo ferroviária de Valença. A Administração da CP pretendia encerrar a ligação Porto – Vigo.
Em Setembro desse ano , Dirigentes Associativos Empresariais e Autarcas da Galiza e do Norte de Portugal, reúnem – se em Viana do Castelo  e assinam  um  Compromisso  na defesa da manutenção da ligação ferroviária entre Porto e Vigo  e da modernização da linha do Minho.

Em 2013 , Empresários, Autarcas e Sociedade Civil exigiram que o Comboio Celta tivesse uma paragem em Viana do Castelo. Os empresários, a nível das suas associações empresariais locais, regionais e transfronteiriças, como deliberado em Assembleia Geral de CECOTRAN, organização constituída por estruturas empresariais do Norte de Portugal e da Galiza, exigiram que  essa paragem não fosse só técnica mas que permitisse  o embarque e desembarque de passageiros. A continuada facilitação do relacionamento transfronteiriço Norte de Portugal – Galiza é fundamental para ambas as regiões que partilham projectos e interesses comuns, não poderia ser aceite  outra decisão que não fosse  que a ligação Porto – Vigo e Vigo – Porto tivesse  uma paragem em Viana do Castelo.

O comboio electrico chegou a Viana do Castelo no passado dia 15 de julho. A Associação Empresarial de Viana do Castelo  congratula- se com o  histórico momento e felicita todos aqueles que persistentemente contribuíram  para esta nova realidade e para  tudo o que potencia.

Agora como outrora ,  contem com  a Associação Empresarial  de Viana do Castelo como um Parceiro atento , dialogante e reivindicativo  na criação de riqueza para as nossas empresas , no bem estar dos nossos concidadãos e  no desenvolvimento e afirmação do Alto Minho.

Seja Associado!