Legislativas 2019: AEVC reúne-se com candidatos do PSD pelo distrito de Viana do Castelo com as questões económicas como tema central

Legislativas 2019: AEVC reúne-se com candidatos do PSD pelo distrito de Viana do Castelo com as questões económicas como tema central

Foi ao final do dia de ontem que a AEVC – Associação Empresarial de Via na do Castelo recebeu os candidatos Sociais Democratas pelo distrito de Viana do Castelo à Assembleia da República.

A comitiva, chefiada por Jorge Mendes, cabeça de lista do PSD a estas eleições, contou ainda com Emília Cerqueira, Eduardo Teixeira e Tiago Fernandes Oliveira.

Jorge Mendes, começou por expressar a sua preocupação com as questões demográficas que se têm vindo a sentir no Alto Minho.

O candidato defendeu ainda a necessidade de maior investimento na região, nomeadamente, num incremento das questões relacionadas com o turismo, através do Caminho de Santiago e do turismo histórico e religioso. Defendeu igualmente a criação de Parque Empresariais atrativos para os investidores nacionais e estrangeiros.

Para Jorge Mendes é fundamental ouvir os agentes da região, defendendo a ideia da realização de uma ‘Assembleia Aberta’, a realizar durante o seu mandato na Assembleia, onde de dois em dois meses, percorrerá todo o distrito de forma rotativa.

A AEVC fez-se representar pelo Presidente, Luís Ceia, Secundino Cantinho, membro da Assembleia Geral, Nuno Barbosa, Vice-Presidente e João Valença, Diretor Geral da instituição.

Luís Ceia defendeu o papel dos Deputados pelo distrito na Assembleia da República na defesa das relações transfronteiriças Alto Minho – Galiza. Para o Presidente da AEVC, ‘o Alto Minho vale bem mais do que 1% do PIB que Lisboa insiste em afirmar’.

Luís Ceia, também Presidente Confederação Empresarial do Alto Minho, expressou ainda as suas preocupações relativamente ao novo quadro comunitário que se avizinha, defendendo uma melhor distribuição dos fundos, através de contratos-programa que possam ir de encontro às estratégias das regiões.

Para Luís Ceia é determinante que os novos pacotes financeiros da Europa sejam aplicados em áreas que as diferentes NUTs estabeleçam como estratégicas para o seu desenvolvimento, ‘pois só assim se poderá evitar que os fundos sejam gastos em projetos irrelevantes e que em nada servem as regiões’.

Luís Ceia partilhou ainda com os candidatos a ideia para a criação de um Parque Empresarial Intermunicipal de grandes dimensões. Para o Presidente da AEVC, o facto de Portugal ser neste momento um país atrativo para o investimento ‘fará com que a qualquer momento, uma das grandes empresas mundiais decida instalar a sua produção no país’, afirmando esperar que o Alto Minho, ‘esteja em condições de poder concorrer com outras regiões para acolher esse investimento’.

A fechar, a comitiva da AEVC fez notar a importância de todos os deputados que serão eleitos no próximo dia 6 de outubro, realçando que independentemente dos partidos, estes terão um papel essencial na defesa dos interesses do Alto Minho na Assembleia da República.

Seja Associado!